20 outubro 2021

Receção na BE das Devesas

Era uma vez...

Meninos e meninas que se aventuram no mundas das palavras. São os alunos do 1.º ano da Escola EB das Devesas  que foram recebidos pelos alunos mais velhos, do 4.ºA.
Depois de terem percebido do funcionamento da biblioteca e  conhecerem o que lá podem fazer, os alunos puderam ouvir a história" O Coelhinho Branco", versão de António Torrado, lido de forma brilhante e acompanhado pela dramatização em fantoches. 
























Que bela história que vem mesmo a calhar para comemorar o MIBE - Mês Internacional da  Biblioteca Escolar, que se realiza sempre em outubro, e que este ano tem como tema " Contos de fadas e contos tradicionais de todo o mundo".

Obrigado, 4ºA!




20 setembro 2021

Estamos de volta!

 Desejamos a todos um bom ano letivo.

Podes aparecer na biblioteca ou contatar-nos através da Classroom ou do email biblioteca@aecostamatos.pt.



As mãos

Com mãos se faz a paz se faz a guerra.

Com mãos tudo se faz e se desfaz.

Com mãos se faz o poema - e são de terra.

Com mãos se faz a guerra - e são a paz.


Com mãos se rasga o mar. Com mãos se lavra.

Não são de pedras estas casas, mas

de mãos. E estão no fruto e na palavra

as mãos que são o canto e são as armas.


E cravam-se no tempo como farpas

as mãos que vês nas coisas transformadas.

Folhas que vão no vento: verdes harpas.


De mãos é cada flor, cada cidade.

Ninguém pode vencer estas espadas:

nas tuas mãos começa a liberdade.


                                         Manuel Alegre

15 julho 2021

As nossas estrelas

Estas são as Estrelas da Biblioteca, alunos que ao longo do ano participaram nas atividades e de alguma forma se destacaram. Parabéns a todos!

09 julho 2021

Concurso de Poesia interescolas de Gaia

 Já foram entregues os prémios do Concurso de Poesia Interescola de Gaia aos nossos "poetas".

Fica o registo do evento.




Eu leio, aprendo e cresço

  As crianças da educação pré-escolar das Devesas ficaram a conhecer mais uma história que muito tem a ver com  eles. Muito críticos dos seus próprios trabalhos, dizem muitas vezes que " está mal desenhado". Mas não é assim. Com a história 


perceberam que cada um tem o seu estilo e que a criatividade é que se impõe ao modo como cada pessoa vê as coisas.

Mas também quiseram partilhar os momentos que têm acontecido diariamente nos " 5 minutos de leitura"  que, segundo a educadora  " tem sido um sucesso". Mesmo as crianças mais tímidas, disse ela, estão mais abertas a estes momentos e desejam partilhar as suas histórias.

Os mais velhinhos, do 3.º ano da Quinta dos Castelos , "adoraram"(palavras deles)  
 

Perceberam e concluíram que gostar, amar, implica compreender e respeitar. Se assim não for, o destino dos autoritários não tem importância para nós.



leio, aprendo, cresço de Teixeira Lopes